Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

WASHINGTON (Reuters) - Estrangeiros buscando empregos temporários em empresas de alta tecnologia dos Estados Unidos precisarão passar por um processo de visto estendido, depois que a administração de Donald Trump anunciou que irá temporariamente suspender o processo acelerado de candidaturas para vistos H-1B.

O Serviço de Imigração e Cidadania dos EUA (USCIS, na sigla em inglês) disse, nesta sexta-feira, que, a partir de 3 de abril, suspenderá o "processo premium" por até seis meses. Neste processo acelerado, candidatos podem receber aprovações de visto em até 15 dias, em vez da checagem comum que pode levar alguns meses.

O visto de não-imigrantes H-1B permite que empresas norte-americanas contratem empregados formados em várias áreas especializadas, inclusive tecnologia da informação, medicina, engenharia e matemática.

O USCIS disse que durante o período da suspensão, indivíduos ainda podem pedir o processo acelerado, mas precisam cumprir certos critérios, como motivos humanitários, situações emergenciais ou a projeção de perdas financeiras significativas para a empresa ou para o indivíduo.

Os Estados Unidos atualmente limitam os vistos H-1B a 65,000 por ano, com 20,000 adicionais permitidos para quem possui diplomas avançados nos Estados Unidos.

O visto é válido por três anos, mas pode ser estendido por mais três anos.

Reuters