Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

BEIRUTE (Reuters) - Tropas sírias tomaram posse de um subúrbio da cidade de Deir al-Zor neste domingo, apertando o cerco em torno do Estado Islâmico, disse uma fonte militar síria.

O exército se direcionou para a cidade neste mês com a ajuda do poder aéreo russo e de milícias respaldadas pelo Irã, quebrando o domínio do Estado Islâmico que durou três anos no enclave.

Neste domingo, o exército sírio e as forças aliadas capturaram o distrito de Al-Jafra, na margem ocidental do rio Eufrates, disse a fonte militar.

"Eles não têm saída, exceto atravessar o Eufrates em direção à margem oriental e fugir para o deserto, ou (as cidades de) al-Bukamal e al-Mayadin", afirmou a fonte à Reuters.

Moscou e Washington estão apoiando ofensivas separadas na província rica em petróleo de Deir al-Zor, na fronteira com o Iraque. Ambas avançaram pelos lados opostos do Eufrates, que divide a província, o último ponto importante do Estado Islâmico na Síria.

As ofensivas apoiadas pelo russos e pelos Estados Unidos contra o Estado Islâmico permaneceram em grande parte fora do caminho uma da outra, com o Eufrates sempre atuando como a linha divisória.

Mas o Pentágono acusou a Rússia nesta semana de bombardear forças apoiadas pelos Estados Unidos na margem oriental do rio.

O ministério da Defesa da Rússia rejeitou as acusações neste domingo. Moscou havia avisado os Estados Unidos com bastante antecedência de seus planos operacionais e seus jatos apenas atacaram militantes do Estado Islâmico, afirmou o ministério.

(Por Lisa Von Ahn e Diane Craft)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters