Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Por Alissa de Carbonnel

BRUXELAS (Reuters) - O ex-líder da Catalunha Carles Puigdemont, que pode ser preso na Espanha por organizar um referendo de independência considerado ilegal em outubro, disse na terça-feira que permanecerá na Bélgica por enquanto.

Autoridades espanholas retiraram um pedido de prisão internacional contra ele na segunda-feira, com o objetivo de deixar seu caso somente sob a jurisprudência espanhola e para evitar um longo processo de extradição através de tribunais belgas.

"Por enquanto, nós ficaremos aqui", disse Puigdemont durante coletiva de imprensa, em Bruxelas.

Puigdemont declarou a independência da Catalunha no dia 27 de outubro, levando Madri a impor controle direto sobre a região e a destituir seu governo pró-independência.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters