Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O presidente do México ressuscitou nesta quarta-feira a carreira de seu ex-ministro das Finanças, ao nomeá-lo ministro das Relações Exteriores apenas quatro meses depois de substituí-lo após uma controversa visita do presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, disseram fontes.

O ex-ministro das Finanças, Luis Videgaray, é um dos auxiliares mais próximos do presidente Enrique Peña Nieto, mas foi substituído em setembro uma semana depois da visita de Trump.

Peña Nieto se sujeitou a uma onda de críticas pelo que muitos consideraram como um convite mal feito, dada a retórica contrária ao México de Trump.

O presidente mexicano disse que encarregou Videgaray de acelerar os contatos e o diálogo com o futuro governo Trump.

(Reportagem de Noé Torres e Dave Graham)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters