Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Por Margarita Antidze

TBILISI, Eslovênia, 13 Jul (Reuters) - Eduard Shevardnadze, que como ministro das Relações Exteriores soviético ajudou a derrubar o Muro de Berlim e o fim da Guerra Fria, foi enterrado em sua Geórgia natal, no domingo.

Shevardnadze, 86, morreu na segunda-feira após uma longa doença. Ele liderou a Geórgia nos tempestuosos primeiros anos após a independência, antes de ser deposto em protestos de rua.

Amado por alguns mas odiado por outros, depois de trazer estabilidade para a Geórgia mas falhar no combate à corrupção generalizada, Shevardnadze passou a maior parte de seus últimos anos na residência.

Como ministro das Relações Exteriores soviético, Shevardnadze supervisionou um degelo nas relações com o Ocidente e foi um dos pais intelectuais da "perestroika" (reestruturação) - a política de reforma que o líder soviético Mikhail Gorbachev disse ter sido concebida durante um passeio ao longo da costa do Mar Negro com seu companheiro georgiano.

No cenário pós-soviético, Shevardnadze voltou para a Geórgia para se tornar presidente e trouxe alguma estabilidade à república após um período de anarquia. Ele foi derrubado na Revolução das Rosas do país em 2003, que foi liderada por Mikheil Saakashvili.

Reuters