Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Primeira-dama dos EUA, Melania Trump, e o presidente dos EUA, Donald Trump, na Casa Branca. 19/06/2017 REUTERS/Jonathan Ernst

(reuters_tickers)

ROMA (Reuters) - O ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi, que se retrata como um conquistador, disse nesta sexta-feira que o que mais gosta sobre o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, é a mulher dele, Melania.

Berlusconi, de 80 anos, voltou aos holofotes políticos nesta semana enquanto faz campanha para seu partido, o Força Itália, antes do segundo turno das eleições municipais de domingo.

Em um programa de entrevistas na emissora La7, Berlusconi foi perguntado se ficava honrado em ser comparado com Trump, que também começou como um magnata do setor imobiliário e se tornou um controverso líder político.

"Não me faz sentir nada", disse o bilionário, acrescentando rapidamente: "Mas no que se refere a Trump, eu posso dizer, que como muitos homens e mulheres, eu gosto da Melania. Pela sua beleza, seu estilo e também pelo seu charme".

Berlusconi disse que nunca se encontrou com a primeira-dama dos Estados Unidos, mas que a viu na televisão e que "ouviu muitas opiniões favoráveis. Nem os democratas nos Estados Unidos a criticam".

Embora o líder de centro-direita tenha sido expulso do Parlamento após ser condenado por fraude fiscal há quatro anos, Berlusconi continuou como líder de seu partido, o terceiro ou quarto mais popular do país, dependendo da pesquisa.

O ex-primeiro-ministro tem um histórico de fazer comentários politicamente incorretos, muitos dos quais pareceram estimular sua popularidade.

Reuters