Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Ex-procuradora-geral da Venezuela, Luisa Ortega Diaz, fala durante entrevista coletiva em San Jose, Costa Rica 28/8/2017 REUTERS/Juan Carlos Ulate

(reuters_tickers)

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - A ex-procuradora-geral da Venezuela Luisa Ortega se encontrou com o procurador-geral do México na quinta-feira, informou uma autoridade mexicana, semanas depois de Ortega deixar seu país acusando o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, de envolvimento com corrupção.

Ortega, que foi removida do cargo no início de agosto, disse há uma semana ter evidências de que Maduro está envolvido no esquema de corrupção da construtora Odebrecht que se espalhou pela América Latina.

Ortega disse que fornecerá detalhes sobre os casos de corrupção a autoridades de Brasil, dos Estados Unidos, da Espanha e da Colômbia.

O procurador-geral do México, Raúl Cervantes, recebeu Ortega por cerca de 10 minutos na Cidade do México, disse uma autoridade da Procuradoria-Geral, que falou sob condição de anonimato, sem fornecer mais detalhes.

Na noite de quinta-feira, Ortega postou uma foto no Twitter com Cervantes no México, dizendo que os dois tinham se encontrado para "coordenar ações na luta contra a corrupção".

Fotos publicadas em redes sociais anteriormente na quinta-feira mostraram a chegada de Ortega ao aeroporto da Cidade do México.

(Reportagem de Lizbeth Diaz)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters