Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Aviões de combate F-15 do Japão conduzem exercícios aéreos com bombardeiros B-1B dos Estados Unidos, sobrevoando o Mar da China Oriental 09/09/2017 Ministério de Defesa do Japão/Divulgação via REUTERS

(reuters_tickers)

Por Ben Blanchard e Hyonhee Shin

PEQUIM/SEUL (Reuters) - As Forças Armadas norte-americanas conduziram simulações de bombardeio com a Coreia do Sul na península coreana, e a Rússia e a China iniciaram exercícios navais antes de uma reunião da Assembleia Geral da ONU, na terça-feira, em que a ameaça nuclear da Coreia do Norte deve ser motivo de grande preocupação.

A série de exercícios militares ocorreu depois que Pyongyang lançou outro míssil balístico de médio alcance sobre o Japão na sexta-feira, e que a reclusa Coreia do Norte conduziu seu sexto e mais poderoso teste nuclear no dia 3 de setembro, em desafio a sanções da ONU e à pressão internacional.

Uma dupla de bombardeiros B-1B e quatro jatos F-35 dos Estados Unidos voaram de Guam e do Japão e se juntaram à quatro aviões F-15K da Coreia do Sul no exercício mais recente, disse o Ministério de Defesa sul-coreano.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters