Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Policiais e equipes de socorro trabalham no local de explosão em Lahore, 13/02/2017. REUTERS/Stringer

(reuters_tickers)

LAHORE, Paquistão (Reuters) - Uma explosão perto da assembleia provincial de Punjab, na cidade paquistanesa de Lahore, deixou ao menos 13 mortos e mais de 80 feridos nesta segunda-feira, disse uma autoridade de alto escalão da polícia.

Mushtaq Sukhera, inspetor-geral da polícia da província de Punjab, disse que cinco policiais estão entre os mortos vitimados por uma detonação que atingiu um protesto organizado por químicos e fabricantes de remédios paquistaneses.

"Foi um ataque suicida. O homem-bomba se explodiu quando negociações bem-sucedidas entre policiais e os manifestantes estavam transcorrendo", disse Sukhera aos repórteres.

Um porta-voz do Jamaat-ur-Ahrar, uma facção do Taliban paquistanês, ligou para a Reuters e assumiu a responsabilidade do ato.

O grupo militante também alertou que o ataque em Lahore foi o início de uma nova campanha contra departamentos do governo. "Vocês são nosso alvo em todo o país", disse a facção em um comunicado.

O Jamaat-ur-Ahrar também assumiu a autoria de um ataque na Páscoa em Lahore no ano passado que matou mais de 70 pessoas em um parque público.

(Por Mubasher Bukhari)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters