Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Forças de segurança do Afeganistão inspecionam local de explosão em Herat. 06/06/2017 REUTERS/Mohammad Shoib

(reuters_tickers)

HERAT, Afeganistão (Reuters) - Uma explosão provocada supostamente por uma bomba do lado de fora de uma mesquita histórica na cidade afegã de Herat deixou ao menos 7 mortos e 15 feridos nesta terça-feira, disse a polícia, no mais recente incidente com mortes em uma semana particularmente violenta no Afeganistão.

Autoridades da cidade, que fica no oeste do país, acreditam que explosivos foram escondidos em uma moto deixada em um estacionamento do lado de fora da Jama Masjid, uma grande mesquita do século 12, conhecida por seus painéis de azulejos azuis.

O porta-voz da polícia de Herat, Abdul Ahad Walizada, disse que ao menos 7 pessoas morreram e 15 ficaram feridas enquanto se dirigiam à mesquita para rezas durante o mês sagrado muçulmano do Ramadã.

Um porta-voz do Taliban, que trava uma insurgência de 16 anos contra o governo apoiado pelo Ocidente do Afeganistão, negou envolvimento do grupo com o ataque.

Perto da fronteira com o Irã, Herat é uma das maiores cidades do Afeganistão.

A explosão ocorreu após uma série de casos de violência na capital do Afeganistão, Cabul, onde na quarta-feira mais de 150 pessoas morreram e centenas ficaram feridas em um ataque com um caminhão-bomba.

Diversos manifestantes também morreram em confrontos com a polícia na sexta-feira no local da explosão, e ao menos uma dúzia de pessoas morreram quando homens-bomba atacaram o funeral de um dos manifestantes mortos no sábado.

(Reportagem de Jalil Ahmad Rezaee)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters