Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Pessoas observam veículo queimado no local de explosão de um carro-bomba em Sadr City, um bairro de Bagdá. 02/01/2017 REUTERS/Ahmed Saad

(reuters_tickers)

BAGDÁ/TIKRIT (Reuters) - Ao menos 16 pessoas foram mortas por um carro-bomba em uma praça movimentada de Sadr City, em Bagdá, nesta segunda-feira, enquanto ataques do Estado Islâmico contra posições militares ao norte da capital mataram 16 combatentes pró-governo, disseram fontes.

Não houve reivindicação de responsabilidade de imediato pela explosão, que também feriu mais de 40 pessoas, mas o Estado Islâmico costuma atacar áreas civis da capital iraquiana, mesmo após ter perdido a maior parte do território que tomou em 2014 no norte e no oeste do país.

Três bombas mataram 29 pessoas em Bagdá no sábado, e um ataque perto da cidade de Najaf, ao sul, no domingo, deixou sete policiais mortos.

Forças iraquianas apoiadas pelos Estados Unidos estão atualmente travando uma batalha contra o Estado Islâmico para expulsar o grupo militante sunita da cidade de Mosul, o último reduto dos jihadistas no país. As forças do governo, no entanto, enfrentam forte resistência.

(Reportagem de Kareem Raheem e Ghazwan Hassan, em Tikrit)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters