Por Stephen Addison

LONDRES (Reuters) - O físico britânico Stephen Hawking, que buscou explicar algumas das mais complicadas questões da vida trabalhando sob a sombra de uma provável morte prematura, morreu aos 76 anos.

Hawking morreu em paz em sua casa na cidade universitária de Cambridge, nas primeiras horas desta quarta-feira.

"Estamos profundamente tristes pelo falecimento de nosso amado pai hoje", disseram seus filhos Lucy, Robert e Tim em comunicado.

A mente extraordinária de Hawking testou os limites do entendimento humano tanto sobre a vastidão do espaço como sobre o complicado mundo submolecular da teoria quântica, que ele dizia que poderia prever o que acontece no início e no fim do tempo.

(Reportagem adicional de Guy Faulconbridge)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.