(Reuters) - O Facebook informou que removeu 1,5 milhão de vídeos no mundo todo do ataque a duas mesquitas da Nova Zelândia nas primeiras 24 horas após o ataque.

"Nas primeiras 24 horas, removemos 1,5 milhão de vídeos do ataque globalmente, dos quais mais de 1,2 milhão foram bloqueados no envio...", disse o Facebook em um tuíte no sábado.

A empresa disse que também está removendo todas as versões editadas do vídeo que não mostram conteúdo explícito em respeito às pessoas afetadas pelo ataque e devido a preocupações das autoridades locais.

O número de mortos nos disparos nas mesquitas da Nova Zelândia subiu para 50 no domingo. O atirador que atacou duas mesquitas na sexta-feira transmitiu ao vivo os ataques no Facebook por 17 minutos usando um aplicativo desenvolvido para entusiastas de esportes radicais, e cópias também foram compartilhadas nas redes sociais horas depois.

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, disse que deseja discutir a transmissão ao vivo com o Facebook.

(Reportagem de Bhanu Pratap, em Bengaluru)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.