Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

MANILA (Reuters) - Homens armados sequestraram e mataram pelo menos 21 pessoas na segunda-feira no sul das Filipinas, aparentemente numa tentativa de impedir que uma das vítimas inscrevesse seu marido como candidato nas eleições de maio de 2010, segundo os militares.
O tenente-coronel Romeo Brawner disse que os corpos de 13 mulheres e 8 homens foram achados numa região onde cerca de 30 pessoas haviam sido tomadas como reféns. "Acreditamos que mais corpos estejam enterrados. Infelizmente, os homicídios aconteceram antes que nossas tropas chegassem lá."
Uma mulher que pretendia inscrever seu marido como candidato a governador está entre os mortos. As vítimas incluem também dois advogados e vários jornalistas, segundo os militares.
(Reportagem de Manny Mogato)

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

Reuters