Reuters internacional

BEIRUTE (Reuters) - Guardas de fronteira da Jordânia entraram em conflito com militantes que tentaram atacar suas posições na fronteira com a Síria neste sábado, matando os atiradores e destruindo três motocicletas em que eles estavam, informou a agência estatal de notícias Petra.

A agência não informou quantos militantes foram mortos no ataque próximo ao campo Rukban para refugiados sírios, onde o Estado Islâmico reivindicou um ataque com carro bomba em maio e também entrou em conflito com forças rebeldes sírias que operam na área.

Citando uma fonte ligado ao comando das Forças Armadas jordanianas, a agência afirmou que os militantes tentaram atacar a posições avançadas dentro do território sírio na manhã deste sábado. Um guarda de fronteira ficou ferido.

(por Tom Perry)

(Reportagem de Lisandra Paraguassu)

Reuters

 Reuters internacional