Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

TÓQUIO (Reuters) - Fortes chuvas castigaram parte do Japão nesta quinta-feira, provocando transbordamento de rios e deslizamentos de terra à medida que uma tempestade enfraquecida, mas ainda perigosa, chegava ao território do país em direção ao leste, deixando três pessoas mortas.

A Neoguri, que primeiramente ameaçou o Japão como um supertufão nesta semana, perdeu força e se transformou em uma tempestade tropical ao chegar à costa japonesa na ilha de Kyushu, na região mais a oeste do país. Mas ainda produzia rajadas de vento de até 126 quilômetros por hora.

Chuvas pesadas levaram ao cancelamento de centenas de voos e trens, e as escolas fecharam as portas. A tempestade também alimentou uma frente de chuva sazonal, ameaçando provocar inundações em regiões distantes.

Um deslizamento de terra e pedras na cidade de Nagiso, no centro do Japão, na noite de quarta-feira, matou um garoto de 12 anos e elevou para três o total de mortos por conta da tempestade.

“Primeiro eu achei que fosse um terremoto, então a casa começou a se encher de lama”, disse um residente de Nagiso à rede de TV NHK. “Eu me segurei em um pilar com todas as minhas forças."

Cerca de 50 pessoas ficaram feridas, muitas por causa de quedas.

Há duas usinas nucleares em Kyushu e uma em Shikoku, que também está sendo afetada por chuvas torrenciais, mas não há relatos de nada incomum no momento.

Todos os 48 reatores nucleares do Japão foram fechados há três anos, após o desastre na usina de Fukushima Daiichi, destruída por um terremoto e um tsunami em março de 2011. Essa unidade fica do outro lado do país.

(Por Elaine Lies)

Reuters