Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

PARIS (Reuters) - Procuradores franceses abriram uma investigação de terrorismo depois que um homem armado com uma faca tentou forçar a entrada na Torre Eiffel, em Paris, na noite de sábado, disse uma fonte judicial.

O incidente no local turístico mundialmente famoso foi inicialmente tratado como um crime comum, mas depois foi classificado como um caso de terrorismo devido às declarações do suspeito à polícia e sua aparente radicalização, disse a fonte.

A empresa que opera a Torre Eiffel disse em um comunicado no início do domingo que um homem com uma faca tentou forçar seu caminho através da barreira de segurança por volta das 22h30 no horário local do sábado antes de ser rapidamente contido.

Ninguém foi ferido, disse a operadora, acrescentando que a torre foi interditada pela polícia para verificar todo o local.

(Reportagem de Gus Trompiz)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters