Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

PARIS (Reuters) - A França iniciou o processo de retirada do título de Harvey Weinstein de sua Legião de Honra, a mais alta distinção civil da francesa, após denúncias de assédio sexual contra o produtor de filmes, afirmou neste sábado o presidente Emmanuel Macron.

A iniciativa segue reivindicações detalhadas por inúmeras mulheres assediadas nas últimas três décadas por Weinstein.

"Para a presidência, esse comportamento contradiz a honra", disse uma porta-voz.

Weinstein negou ter feito sexo não consensual com as vítimas.

O produtor de filmes premiado com o Oscar, incluindo "O Artista", foi condecorado cavaleiro da Legião de Honra em março de 2012 pelo então presidente Nicolas Sarkozy.

A Grande Chancelaria da Legião de Honra é o corpo encarregado da condecoração, fundada em 1802 por Napoleão Bonaparte.

(Por Elizabeth Pineau e Sybille de La Hamaide)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters