Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Homem fotografa ondas antes da chegada do furacão Maria em Punta Cana, na República Dominicana 20/09/2017 REUTERS/Ricardo Rojas

(reuters_tickers)

Por Dave Graham e Robin Respaut

SAN JUAN, Porto Rico (Reuters) - O furacão Maria assolou partes da República Dominicana com temporais e ventos fortes ao passar pelas costas leste e norte do país nesta quinta-feira, após atingir diretamente Porto Rico, causando graves enchentes e cortes de energia em toda a ilha.

Segundo grande furacão a atingir a região neste mês, Maria deixou ao menos 10 mortos em sua passagem pelo Caribe, e o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC) disse que a tempestade está a caminho das Ilhas Turcas e Caicos e do sudeste das Bahamas.

O furacão arrancou os telhados de quase todas as construções da Dominica, onde sete mortes foram confirmadas. O número de vítimas deve aumentar quando as buscas forem retomadas.

A tempestade foi classificado como um furacão de categoria 4, na escala de 5 níveis Saffir-Simpson, com ventos constantes de até 250 km/h, quando chegou a Porto Rico na quarta-feira como a tempestade mais forte a atingir o território norte-americano no Caribe em quase 90 anos.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters