Reuters internacional

Líderes do G7 em mesa de negociação do grupo 26/05/2017 REUTERS/Jonathan Ernst

(reuters_tickers)

TAORMINA, Itália (Reuters) - As sete nações mais industrializadas do mundo pediram nesta sexta-feira que provedores de serviços de internet e redes sociais aumentem seus esforços para remover conteúdo extremista.

O pedido chega quatro dias depois do ataque de um homem-bomba radical islâmico, que deixou 22 pessoas mortas em Manchester.

"Vamos combater o uso indevido da internet por terroristas. Embora seja uma das realizações tecnológicas mais importantes nas últimas décadas, a Internet também provou ser uma poderosa ferramenta para propósitos terroristas", disseram em declaração conjunta os líderes do G7 reunidos na Itália.

"O G7 pediu que provedores de serviços de comunicação e empresas de redes sociais elevem significativamente seus esforços para combater conteúdo terrorista", declararam.

(Por Steve Scherer)

Reuters

 Reuters internacional