Navigation

Hackers anunciam "vazamento nuclear" em conta israelense no Twitter

Este conteúdo foi publicado em 04. julho 2014 - 22:51

JERUSALÉM (Reuters) - Hackers postaram um anúncio falso de um ataque de foguetes contra o reator Dimona, de Israel, e um possível vazamento nuclear em uma conta do Twitter utilizada pelo exército israelense, que disse nesta sexta-feira que luta contra tais ataques cibernéticos.

A conta em idioma Inglês, @IDFSpokesperson, tem 252 mil seguidores e, geralmente, divulga atualizações rápidas sobre várias frentes de combate de Israel. O perfil foi desativado na sexta-feira, no entanto, enquanto uma porta-voz militar disse que "vários tweets incorretos" estavam sendo investigados por autoridades israelenses.

Ela não entrou em detalhes, mas o site de notícias Walla publicou uma foto de um tweet que tinha aparecido na conta na quinta-feira à noite, antes de ser removido, que dizia: "#ATENÇÃO: Possível vazamento nuclear na região, após dois foguetes atingirem a instalação nuclear Dimona".

O tweet se referia a um reator no deserto sul de Israel, onde acredita-se terem sido desenvolvidas armas nucleares.

Sites israelenses são frequentemente alvo de hackers pró-palestinos e sírios e o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu tem incentivado o investimento em cibersegurança nacional.

A mais recente postagem autorizada no @IDFSpokesman prometeu que o exército "combateria o terror em todas as frentes, incluindo na dimensão cibernética".

(Reportagem de Dan Williams)

((Tradução Redação São Paulo 55 11 5644 7763))

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.