Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Clientes fazem compras em mercado do Havaí antes da chegada de furacão. 05/08/2014 REUTERS/Hugh Gentry

(reuters_tickers)

Por Malia Mattoch McManus

HONOLULU Havaí EUA (Reuters) - Moradores correram para estocar suprimentos e autoridades alertaram para o risco de inundações e interrupções de abastecimento diante da previsão de que o furacão Iselle atinja o Havaí nesta quinta-feira , enquanto outro furacão formado logo em sequência foi elevado para categoria 2, informaram autoridades dos EUA.

O Iselle se encontrava cerca de 62 quilômetros a leste de Hilo, na ilha do Havaí, às 22h de quarta-feira no horário local (9h desta quinta-feira, no horário de Brasília), e se movia em direção noroeste com velocidade de 30 km/h, com ventos máximos de 90 km/h, informou o Centro de Furacões do Pacífico (CPHC, na sigla em inglês).

O núcleo do Iselle está previsto para passar muito próximo ou mesmo sobre a principal ilha do Havaí nesta quinta-feira à noite, e passar logo ao sul de ilhas menores na sexta, disse o CPHC.

"Algum enfraquecimento está previsto nas próximas 48 horas, mas no momento espera-se que o Iselle seja um furacão ao passar perto ou sobre a ilha principal", disse o centro.

O governo local tem alertado para potenciais inundações relâmpago, deslizamentos e cortes de energia, e o governador Neil Abercrombie assinou um decreto emergencial liberando fundos e outros recursos, antecipando-se à chegada do furacão.

Moradores estavam estocando suprimentos básicos enquanto as autoridades em Honolulu aconselhavam os cidadãos a se prepararem com o suficiente para sete dias. Clientes formaram filas nos supermercados com carrinhos repletos de garrafas de água, baterias e alimentos não perecíveis.

Enquanto isso, outro furacão chamado Julio ganhava força com ventos de até 155 km/h e rajadas mais fortes, tendo sua classificação aumentada para categoria 2, informou o Centro Nacional de Furacões dos EUA nesta quinta-feira.

O Julio, que se movia na direção noroeste a cerca de 28 km/h, pode continuar a ganhar força nesta quinta-feira, mas a previsão é de que se enfraqueça gradualmente até o fim da noite e durante o fim de semana, informou o centro.

(Por Eric M. Johnson)

Reuters