Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

BEIRUTE (Reuters) - O Hezbollah capturou grande parte de um bolsão do Estado Islâmico no lado sírio da fronteira com o Líbano em uma ofensiva conjunta com o Exército sírio, disse nesta quinta-feira o líder do grupo.

Em paralelo com o confronto, conversas com o Estado Islâmico sobre uma trégua começaram, mas uma vitória militar é mais provável, disse Sayyed Hassan Nasrallah em discurso televisionado.

    Tropas sírias e o Hezbollah, apoiado pelo Irã, têm lutado para expulsar o Estado Islâmico da região de Qalamoun, no oeste da Síria.

    O ataque teve início na semana passada, coincidindo com uma ofensiva do Exército libanês contra o Estado Islâmico em seu lado da fronteira, no nordeste do Líbano.

    A zona é a última parte da fronteira entre Líbano e Síria sob controle militante.

    Ambas ofensivas avançaram em direção à fronteira de lados opostos. O Exército libanês diz que não está coordenando o ataque com o Exército sírio ou o grupo xiita Hezbollah, que Washington classifica como um grupo terrorista.

    Qualquer operação conjunta entre o Exército libanês de um lado e o Hezbollah e o Exército sírio de outro seria politicamente sensível no Líbano e poderia comprometer o considerável auxílio militar norte-americano que o país recebe.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters