Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

CIUDAD JUAREZ, México (Reuters) - Homens com armas automáticas invadiram uma boate mexicana de striptease na fronteira com os Estados Unidos, abriram fogo contra os fregueses e mataram seis pessoas, incluindo um soldado norte-americano, informou o Exército dos EUA na quarta-feira.
Os homens encapuzados invadiram o bar em Ciudad Juarez enquanto strippers dançavam para clientes, procuraram os seis homens e atiraram contra eles várias vezes.
Um soldado norte-americano de 26 anos, que estava de licença, também foi assassinado, disse o porta-voz do Exército, Enrique Torres.
"Parece que drogas eram vendidas no local", disse Torres. "Os homens foram direto para as vítimas, ninguém mais".
Os suspeitos escaparam do bar facilmente, enquanto os clientes fugiam em pânico em meio a poças de sangue.
Ciudad Juarez é conhecida como uma das cidades mais violentas do mundo e se tornou o centro de uma guerra sangrenta contra cartéis de droga no México.
Dezenas de bares e clínicas de reabilitação de drogados foram atacados por homens armados este ano, e mais de 2.000 pessoas morreram na violência relacionada ao narcotráfico em Ciudad Juarez em 2009, apesar da presença de 10 mil soldados na cidade.
Um recente estudo mexicano coloca o índice de homicídios de Ciudad Juarez à frente de cidades conhecidas pelo alto número de assassinatos, como Caracas, na Venezuela; Nova Orleans, nos EUA e Cidade do Cabo, na África do Sul.
(Reportagem de Julian Cardona)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters