Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Bandeira da Alemanha é vista em Berlim 07/11/2017 REUTERS/Hannibal Hanschke

(reuters_tickers)

BERLIM (Reuters) - A taxa de imigração líquida na Alemanha recuou para 500 mil em 2016 ante 1,14 milhão em 2015, o ano da crise de refugiados do país, informou a Agência Federal de Estatísticas do país nesta terça-feira.

Em 2016, 1.865.000 imigrantes chegaram à Alemanha e 1.365.000 pessoas emigraram, segundo a agência.

A onda de imigrantes que entraram no país em 2015, muitos fugindo de guerras no Oriente Médio, ajudou a insuflar a ascensão do partido anti-imigração Alternativa para a Alemanha (AfD), que entrou no Parlamento pela primeira vez na eleição nacional do ano passado.

O novo governo de coalizão da chanceler alemã, Angela Merkel, que deve tomar posse na quarta-feira, prometeu administrar e limitar a imigração rumo à Alemanha e à Europa para evitar uma repetição do influxo de refugiados de 2015.

(Por Paul Carrel)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










Reuters