Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Bandeira da Alemanha é vista em Berlim 07/11/2017 REUTERS/Hannibal Hanschke

(reuters_tickers)

BERLIM (Reuters) - A taxa de imigração líquida na Alemanha recuou para 500 mil em 2016 ante 1,14 milhão em 2015, o ano da crise de refugiados do país, informou a Agência Federal de Estatísticas do país nesta terça-feira.

Em 2016, 1.865.000 imigrantes chegaram à Alemanha e 1.365.000 pessoas emigraram, segundo a agência.

A onda de imigrantes que entraram no país em 2015, muitos fugindo de guerras no Oriente Médio, ajudou a insuflar a ascensão do partido anti-imigração Alternativa para a Alemanha (AfD), que entrou no Parlamento pela primeira vez na eleição nacional do ano passado.

O novo governo de coalizão da chanceler alemã, Angela Merkel, que deve tomar posse na quarta-feira, prometeu administrar e limitar a imigração rumo à Alemanha e à Europa para evitar uma repetição do influxo de refugiados de 2015.

(Por Paul Carrel)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.









Teaser Longform The citizens' meeting

Teaser Longform The citizens' meeting

The citizens' meeting

Reuters