Navigation

Impasse com a China será longo, alerta Índia em comunicado posteriormente removido

Manifestantes protestam contra a China em Kolkata, na Índia 18/06/2020 REUTERS/Rupak De Chowdhuri reuters_tickers
Este conteúdo foi publicado em 06. agosto 2020 - 15:52

GUWAHATI, Índia (Reuters) - O Ministério da Defesa da índia alertou, em um comunicado que posteriormente foi retirado do seu site, que o impasse militar com a China que começou na fronteira, em junho, deve ser longo, apesar de várias rodadas de discussões entre os dois países com acesso a armas nucleares para tentar desarmar as tensões.

O ministério disse em uma atualização para junho --que agora foi removida-- que as forças chinesas violaram a fronteira nas regiões de Kugrang Nala e Gogra e na costa norte de Pangong Tso Iake, no território indiano de Ladakh, em 17 e 18 de maio.

Nova Délhi disse que um “conflito violento”, depois da invasão, matou 20 de seus soldados nos Himalaias, no oeste.

Foi o pior episódio de violência entre os gigante vizinhos em décadas. A China acusa o lado indiano de cruzar a fronteira e provocar seus soldados.

"Embora o engajamento e o diálogo nos níveis militar e diplomático continue a chegar a consensos mutuamente aceitáveis, o atual impasse deve ser prolongado", afirmou o Ministério da Defesa indiano, no agora removido comunicado.

Um porta-voz do ministério não respondeu a uma ligação e a uma mensagem de texto pedindo comentários sobre o documento.

O líder de oposição Rahul Gandhi disse que o governo não estava sendo sincero sobre a situação na fronteira, especialmente depois da declaração do primeiro-ministro, Narendra Modi, de que "ninguém invadiu nossa fronteira, ninguém está lá agora, e nenhuma das nossas posições foi capturada".

"Esqueça enfrentar a China, o primeiro-ministro da Índia não tem coragem nem de mencionar o nome deles (chineses)", tuitou Gandhi. "Negar que a China está em nosso território e remover documentos de sites não mudará os fatos."

(Por Krishna N. Das)

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.