Reuters internacional

Por David Brunnstrom e John Walcott

WASHINGTON (Reuters) - David Rank, encarregado de negócios da embaixada dos Estados Unidos em Pequim, deixou o Departamento de Estado dos EUA por conta da decisão do governo do presidente norte-americano, Donald Trump, de deixar o acordo de Paris sobre mudanças climáticas, firmado em 2015, disse uma importante autoridade dos EUA nesta segunda-feira.

Uma porta-voz do Departamento de Estado confirmou a saída de Rank, mas disse que não poderia verificar mensagens no Twitter que afirmavam que ele renunciou por se sentir incapaz de entregar uma notificação formal à China sobre a decisão dos EUA na semana passada de deixar o acordo.

"Ele se aposentou do serviço externo", disse Anna Richey-Allen, porta-voz para o Leste Asiático do Departamento de Estado. "O senhor Rank tomou uma decisão pessoal. Agradecemos seus anos de serviço dedicados ao Departamento de Estado."

O governador de Iowa, Terry Branstad, escolhido por Trump para ser o próximo embaixador dos EUA em Pequim, deve assumir o posto ainda neste mês.

Reuters

 Reuters internacional