Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

PEQUIM (Reuters) - Um incêndio em uma casa de repouso particular na China matou sete pessoas nesta quarta-feira, de acordo com a agência estatal de notícias Xinhua, no mais recente incidente mortal em um país que luta para melhorar o histórico de segurança em instalações do tipo.

As chamas irromperam às 4h da manhã (horário local) em uma casa de repouso na cidade de Chaoyang, na província de Jilin, norte do país, e foi apagado 17 minutos depois, segundo a agência.

Ainda não está claro como as sete pessoas morreram.

Bombeiros resgataram outras 32 pessoas que viviam no local, relatou a Xinhua.

Em 2015, um incêndio em um asilo na província de Henan matou 38 pessoas, ampliando o debate sobre se a crescente população de idosos da China está recebendo cuidados apropriados.

À época, o presidente Xi Jinping pediu que autoridades adotassem medidas imediatas para garantir que estes incidentes não acontecessem mais.

(Por Ryan Woo)

Reuters