Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Primeira-ministra britânica, Theresa May, durante reunião de cúpula da UE, em Bruxelas 15/12/2016 REUTERS/Francois Lenoir

(reuters_tickers)

LONDRES (Reuters) - A primeira-ministra britânica, Theresa May, disse que não se pode deixar que incertezas políticas na Irlanda do Norte afetem o processo de paz que encerrou em grande parte as décadas de violência sectária. 

O vice-líder da Irlanda do Norte, Martin McGuinness, renunciou na segunda-feira, efetivamente causando o colapso do governo e arriscando uma paralisia política na região, à medida que o Reino Unido se preparada para sair da União Europeia. 

“O progresso que foi feito na Irlanda do Norte foi a duras penas e todos devemos reconhecer que não queremos colocar esse progresso em risco”, disse May ao Parlamento britânico nesta quarta-feira. 

“É por isso que eu considero tão importante para o governo e para todas as partes trabalhar duro para que possamos ver uma resolução desta questão.”

(Por William James e Kylie MacLellan)

Reuters