Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Chefe da agência nacional de infraestrutura da Colômbia, Luis Fernando Andrade, durante entrevista com a Reuters, em Bogotá 09/01/2017 REUTERS/Luis Jaime Acosta

(reuters_tickers)

BOGOTÁ (Reuters) - O chefe da agência nacional de infraestrutura da Colômbia, que está sob investigação por suspeita de ligação com o escândalo de corrupção da Odebrecht no país, se demitiu do cargo.

Luis Fernando Andrade, que anunciou a renúncia em comunicado na noite de quarta-feira, dirigiu a agência durante seis anos e era responsável pela concessão de projetos de rodovias, pontes e outras obras de infraestrutura na Colômbia.

Andrade está sob investigação como parte de um inquérito que apura um contrato de 5 trilhões de pesos (1,67 bilhão de dólares) assinado por um consórcio liderado pela Odebrecht para a construção da rodovia Ruta del Sol II. A Odebrecht admitiu ter pago propinas relacionadas ao projeto.

Andrade será substituído pelo atual vice-ministro das Finanças, Dimitri Zaninovich, de acordo com comunicado da Presidência.

Nesta semana um juiz colombiano decretou a prisão do ex-presidente da holding Corficolombiana, ex-sócia da Odebrecht, enquanto ele aguarda julgamento por suspeita de pagamento de propina.

(Reportagem de Nelson Bocanegra)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters