Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

AMSTERDÃ (Reuters) - Investigadores que analisam o caso da queda do avião da Malaysia Airlines não encontraram evidências de que nenhuma das duas caixas-pretas foi adulterada, disse o conselho de segurança holandês, que coordena as investigações.

Em comunicado divulgado nesta quinta-feira, o conselho disse que os dados do Boeing 777 que fazia o voo MH17 foram baixados com sucesso pelos investigadores. A outra caixa, que continha as gravações de voz da aeronave, foram lidas um dia antes.

Líderes mundiais expressaram preocupação com relação às caixas-pretas, que contêm informações vitais para indicar as causas da queda do avião, alegando que poderiam ter sido manipuladas por rebeldes apoiados pela Rússia que controlam o território onde o avião caiu na semana passada após ser abatido.

(Reportagem de Thomas Escritt)

Reuters