Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Por Parisa Hafezi e Fredrik Dahl
TEERÃ (Reuters) - A Guarda Revolucionária do Irã, que ajudou a controlar os protestos após as eleições em junho, alertou a oposição nesta segunda-feira a não usar as manifestações contra os EUA esta semana para realizar novos protestos.
O líder moderado da oposição Mirhossein Mousavi teria convocado seus seguidores a tomar as ruas no dia 4 de novembro, 30o aniversário da ocupação da embaixada dos Estados Unidos em Teerã.
Um site reformista afirmou nesta segunda-feira que uma organização de jovens que apóia Mousavi e o ex-presidente reformista Mohammad Khatami também convocaram os iranianos a participar de protestos.
As autoridades, com o intuito de evitar uma repetição das manifestações realizadas depois da polêmica eleição, da qual o presidente Mahmoud Ahmadinejad saiu reeleito, afirmaram que forças de segurança vão confrontar qualquer aglomeração ilegal.

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

Reuters