Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Teste de míssil balístico em localização não identificada, no Irã 09/03/2016 REUTERS/Mahmood Hosseini/TIMA

(reuters_tickers)

ANCARA (Reuters) - A Guarda Revolucionária Islâmica do Irã (IRGC) disse nesta quinta-feira que seu programa de mísseis balísticos será acelerado, apesar da pressão dos Estados Unidos e da União Europeia para suspendê-lo, relatou a agência de notícias Tasnim.

Em uma significativa mudança na política dos Estados Unidos no dia 13 de outubro, o presidente norte-americano, Donald Trump, rejeitou o cumprimento do Irã ao acordo nuclear de 2015 e revelou uma abordagem mais agressiva em relação à República Islâmica sobre suas atividades de desenvolvimento de mísseis.

"O programa de mísseis balísticos do Irã será expandido e continuará com mais velocidade em reação à abordagem hostil de Trump em relação a essa organização revolucionária (A Guarda)", disse a IRGC em comunicado publicado pela Tasnim.

O governo de Trump impôs novas sanções unilaterais com objetivo de enfraquecer o programa de mísseis do Irã. Os Estados Unidos pediram que Teerã não desenvolva mísseis capazes de carregar bombas nucleares. O Irã diz não ter esses planos.

Teerã tem se comprometido repetidamente a continuar com o que chama de capacidade defensiva de mísseis em desafio a críticas do Ocidente.

(Reportagem de Parisa Hafezi)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters