Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

DUBAI/ISTANBUL/ERBIL (Reuters) - O Irã suspendeu os voos de e para as regiões curdas no norte do Iraque neste domingo, em retaliação a um plano do autônomo Governo Regional do Curdistão (KRG) de realizar um referendo sobre a independência. O país também deu início a jogos de guerra na fronteira curda.

O embargo aéreo é a primeira medida de retaliação concreta contra o referendo curdo de segunda-feira que é rejeitado pelo governo em Bagdá e pelos poderosos vizinhos do Iraque, Irã e Turquia.

As autoridades iranianas suspenderam o tráfego aéreo para os aeroportos internacionais de Erbil e Sulaimaniya, no Curdistão iraquiano, a pedido de Bagdá, disse a agência de notícias Fars.

Teerã e Ancara temem a propagação do separatismo para seus próprios curdos. O Irã também apóia os grupos xiitas que governaram ou ocupavam posições importantes de segurança e governo no Iraque desde a invasão liderada pelos Estados Unidos em 2003, que derrubou Saddam Hussein.

A Turquia, no entanto, afirmou no domingo que sua força aérea lançou ataques contra alvos do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) na região de Gara, no norte do Iraque, no sábado, depois de detectar militantes se preparando para atacar os postos militares turcos na fronteira.

"A Turquia nunca tolerará qualquer alteração de status ou novas formações nas suas fronteiras ao sul", disse o primeiro-ministro turco, Binali Yildirim. "O KRG será o principal responsável pelos prováveis desdobramentos após este referendo”.

O KRG resistiu aos pedidos das Nações Unidas, Estados Unidos e Reino Unido para atrasar o referendo devido a temores de que possa desestabilizar ainda mais a região.

A votação, que deve resultar em um "sim" confortável para a independência, não é vinculativa e pretende dar ao KRG um mandato legítimo para negociar a separação da região autônoma com Bagdá e os países vizinhos.

O KRG diz que a votação reconhece a contribuição crucial dos curdos ao Estado islâmico, depois que o grupo oprimiu o exército iraquiano em 2014 e assumiu o controle de um terço do Iraque.

A emissora estatal iraniana IRIB disse que jogos militares, parte de eventos anuais que acontecem no Irã para marcar o início da guerra com o Iraque entre 1980 e 1988, foram lançados na fronteira com a região de Oshnavieh.

(Por redação de Dubai e Daren Butler)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters