Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

TEERÃ (Reuters) - O Irã libertou nesta terça-feira um estudante dinamarquês que foi preso em 4 de novembro durante uma marcha para marcar o aniversário de 30 anos da tomada da embaixada dos Estados Unidos, disse a agência de notícias oficial IRNA.
"O estudante dinamarquês foi libertado com o fim das investigações", disse a IRNA, citando uma autoridade judiciária.
As forças de segurança entraram em confronto com simpatizantes do líder da oposição, Mirhossein Mousavi, quando eles usaram as marchas anti-Estados Unidos para reviver os protestos contra o governo clerical depois da eleição presidencial de 12 de junho.
O presidente Mahmoud Ahmadinejad, em meio a uma disputa com o Ocidente sobre o programa nuclear iraniano, foi eleito para um segundo mandato.
(Reportagem de Parisa Hafezi)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters