Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

MOSCOU (Reuters) - O Irã ainda não recebeu nenhuma solicitação do Iraque para que lhe forneçam armas, mas estaria disposto a fazer isso no caso de lhe pedirem, disse uma alta autoridade iraniana nesta terça-feira.

O vice-ministro de Relações Exteriores Hossein Amir-Abdollahian afirmou durante uma visita a Moscou que o Irã não tem plano algum de envio de tropas ao Iraque em apoio às forças do governo que combatem militantes islamitas.

"Nós não temos nenhuma tropa ou forças armadas em solo iraquiano agora", disse ele em uma entrevista à imprensa, por intermédio de um tradutor. "Nós não temos temos nenhum plano de enviar tropas para o Iraque."

"O Iraque não nos apresentou nenhum pedido de armas. Mas se fizer isso, então, no âmbito da lei e das normas internacionais, bem como acordos bilaterais, as armas de que o Iraque precisar para conduzir um combate eficaz contra o terrorismo serão providenciadas", disse ele.

Embora tanto os Estados Unidos como o Irã se oponham à ofensiva dos militantes sunitas, Amir-Abdollahian acusou Washington de estar por trás dos recentes eventos no Iraque.

"O que aconteceu recentemente no Iraque é claramente resultado da interferência estrangeira, de um plano dos Estados Unidos. Os americanos querem criar uma segunda Ucrânia no Iraque", disse ele, referindo-se a semanas de conflito entre forças do governo e combatentes separatistas pró-Rússia no leste da Ucrânia.

"Somos fortemente contra a divisão do Iraque", acrescentou.

(Reportagem de Gabriela Baczynska)

Reuters