Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Primeiro-ministro do Iraque, Haider al-Abadi, em Bagdá 23/10/2017 REUTERS/Alex Brandon

(reuters_tickers)

(Reuters) - Forças do Iraque lançaram nesta quinta-feira uma ofensiva para recapturar o último trecho de território iraquiano ainda nas mãos do Estado Islâmico em uma área perto da fronteira com a Síria, informou o primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi.

"Os membros do Daesh (Estado Islâmico) têm que escolher entre a morte e a rendição", disse o premiê em um comunicado anunciando a investida na região de Al-Qaim e Rawa.

A Força Aérea iraquiana lançou milhares de panfletos na área fronteiriça pedindo que os militantes se rendam e exortando a população a se manter longe de suas posições, de acordo com um comunicado do Comando de Operações Conjuntas de Bagdá.

O grupo militante também comanda partes do lado sírio da fronteira, mas a área sob seu controle está encolhendo à medida que recua diante de duas forças hostis -- uma coalizão apoiada pelos Estados Unidos e liderada por curdos e soldados do governo sírio com milícias estrangeiras xiitas apoiadas pelo Irã e pela Rússia.

O autodeclarado califado do Estado Islâmico, que se estendia pela divisa, desmoronou na prática em julho, quando forças iraquianas auxiliadas pelos EUA capturaram Mosul, a capital de fato do grupo no Iraque, em uma batalha encarniçada que durou nove meses.

Raqqa, o bastião sírio dos militantes, caiu diante de forças apoiadas por Washington na semana passada.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










Reuters