Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

TEGUCIGALPA (Reuters) - O irmão do ex-presidente de Honduras Rafael Callejas foi assassinado nesta terça-feira em Tegucigalpa.
O país sofre uma onda de violência em meio à maior crise política desencadeada pelo golpe de Estado que depôs o mandatário Manuel Zelaya em junho.
O empresário José Eduardo Callejas foi morto por dois pistoleiros que o acertaram na cabeça enquanto ele dirigia sua caminhonete por um bairro na periferia da capital. O motivo do crime não ficou claro, informou a polícia.
Uma testemunha que viajava com o empresário disse que os homens estavam em uma moto e que seus rostos estavam cobertos com gorros.
O irmão da vítima, o ex-presidente Callejas, havia apoiado o golpe de Estado que em 28 de junho tirou Zelaya do poder e impôs um governo de facto no país. A crise política surgida com o golpe dividiu o empobrecido país da América Central.
(Reportagem de Gustavo Palencia)

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

Reuters