Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

JERUSALÉM/BEIRUTE (Reuters) - Cinco projéteis da Síria dispararam sirenes de ataques aéreos em cidades israelenses neste sábado, levando o Exército de Israel a dizer que aumentaria sua resposta ao fogo desviado da guerra síria que repetidamente se espalhou pela fronteira.

Os projéteis cruzaram as colinas de Golã, ocupadas por israelenses, e o Exército afirmou ter alvejado três armas de artilharia da Síria em resposta. Não foram notificados danos ou lesões em Israel.

O Exército sírio afirmou que foi atacado na província de Quneitra, que fica próximo ao território das Colinas de Golã, que Israel capturou da Síria na Guerra dos Seis Dias, em 1967.

"O inimigo israelense atacou uma de nossas posições militares nesta manhã, que levou à danos materiais", disse.

Durante o conflito de mais de seis anos na Síria, Israel devolveu fogo pela fronteira, incluindo bombas dispersas de combates entre sírios.

O comunicado do Exército israelense sugere que ele pode começar a aumentar tais retaliações. "Se é fogo errante ou não, quaisquer ocorrências futuras forçarão as Forças de Defesa de Israel a intensificar suas respostas", informou.

Israel "responsabiliza o regime sírio e não tolerará nenhuma tentativa de violação da soberania israelense", acrescentou o comunicado.

O Ministro das Relações Exteriores da Síria alertou para "as graves consequências de tais repetidos atos agressivos" que chamou de flagrante violação em uma carta às Nações Unidas, disse a mídia estatal. O Exército sírio afirmou responsabilizar Israel.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters