Navigation

Israel prossegue com ofensiva e mata 8 em ataque aéreo a Gaza, dizem autoridades

Este conteúdo foi publicado em 10. julho 2014 - 11:44

Por Nidal al-Mughrabi e Allyn Fisher-Ilan

GAZA/JERUSALÉM (Reuters) - Ataques aéreos israelenses mataram oito membros de uma família, incluindo cinco crianças, em uma incursão antes do amanhecer na Faixa de Gaza nesta quinta-feira, disseram autoridades palestinas, enquanto combatentes liderados pelo Hamas lançavam foguetes contra Tel Aviv e outras cidades israelenses.

Os militares israelenses não comentaram de imediato a informação sobre o ataque isolado mais letal desde o início da ofensiva na terça-feira. O Ministério da Saúde palestino afirmou que o bombardeio destruiu pelo menos duas casas em Khan Younis, no sul do território.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, que fará um relato sobre a crise ao Conselho de Segurança nesta quinta-feira, condenou os ataques com foguetes e pediu contenção a Israel. "Gaza está numa situação extremamente precária", disse ele a repórteres.

Pelo menos 66 palestinos foram mortos no conflito, dos quais mais de 50 eram civis, segundo autoridades médicas de Gaza.

Israel diz que sua ofensiva tem como objetivo deter o disparo de foguetes da Faixa de Gaza contra cidades israelenses. Mais de 320 projéteis foram lançados por palestinos contra o país, mas não causaram nenhum dano grave, em parte por causa do sistema de defesa antimísseis israelense, chamado de Cúpula de Ferro.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.