Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

MANILA (Reuters) - Um porta-voz do Ministério dos Relações Exteriores do Japão defendeu no domingo as duras sanções das Nações Unidas à Coreia do Norte, devido aos seus testes de mísseis, e disse ser o momento de exercer mais "pressão efetiva" sobre Pyongyang em vez de prosseguir com o diálogo.

"Agora não é hora de diálogo, mas o momento para aumentar a pressão efetiva sobre a Coreia do Norte para que eles tomem ações concretas em direção à desnuclearização", disse o porta-voz do vice-ministro das Relações Exteriores, Toshihide Ando, ​​em entrevista coletiva em Manila, antes de um encontro regional de segurança com todas as partes envolvidas no impasse.

Ele também disse que o Japão está preocupado com a construção pela China do que chamou de "postos avançados em larga escala" no Mar da China Meridional.

O ministro das Relações Exteriores da China sublinhou anteriormente que era necessário o diálogo, bem como as sanções contra a Coreia do Norte.

(Reportagem de Neil Jerome Morales e Manolo Serapio Jr)

Reuters