Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

MADRI (Reuters) - Um juiz da suprema corte espanhola ordenou a prisão de dois dos quatro suspeitos do ataque com uma van em Barcelona, Mohamed Houli Chedal e Driss Oukabir, que foram acusados de assassinato e de pertencer a uma organização terrorista, de acordo com uma decisão proferida nesta terça-feira.

Um terceiro suspeito, Salh El Karib, que administrava um cybercafé na cidade de Ripoll, onde a maioria dos 12 suspeitos viviam, permanecerá sob custódia policial enquanto aguarda uma investigação mais aprofundada. O quarto suspeito, Mohamed Aalla, será liberado sob certas condições.

(Reportagem de Jesús Aguado)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










Reuters