Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

MADRI (Reuters) - Um juiz da suprema corte espanhola ordenou a prisão de dois dos quatro suspeitos do ataque com uma van em Barcelona, Mohamed Houli Chedal e Driss Oukabir, que foram acusados de assassinato e de pertencer a uma organização terrorista, de acordo com uma decisão proferida nesta terça-feira.

Um terceiro suspeito, Salh El Karib, que administrava um cybercafé na cidade de Ripoll, onde a maioria dos 12 suspeitos viviam, permanecerá sob custódia policial enquanto aguarda uma investigação mais aprofundada. O quarto suspeito, Mohamed Aalla, será liberado sob certas condições.

(Reportagem de Jesús Aguado)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters