Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, durante coletiva de imprensa em Sochi, na Rússia 19/05/2016 REUTERS/Sergei Karpukhin

(reuters_tickers)

MOSCOU (Reuters) - As novas sanções aprovadas pelos Estados Unidos contra a Rússia são um ato extremamente hostil e uma notícia triste para as relações entre Moscou e Washington e o desenvolvimento futuro dos laços, afirmou o Kremlin nesta quarta-feira.

A Câmara de Deputados dos Estados Unidos aprovou na terça-feira novas sanções contra a Rússia, além de um projeto para forçar o presidente norte-americano, Donald Trump, a obter a permissão dos parlamentares antes de amenizar qualquer sanção contra Moscou.

"A atitude frente a essa (lei) será formada com base em uma análise meticulosa, e a decisão (de como responder) certamente será tomada pelo chefe de Estado, o presidente Putin", disse Dmitry Peskov, porta-voz do Kremlin, a repórteres.

"Agora, nós podemos dizer que essas são notícias bem tristes do ponto de vista dos laços Rússia-EUA e de seu desenvolvimento futuro. Isso não é menos decepcionante do ponto de vista da lei internacional e das relações internacionais de comércio."

"Mas, vamos esperar até que se torne uma lei".

(Reportagem de Dmitry Solovyov)

Reuters