Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, durante coletiva de imprensa em Sochi, na Rússia 19/05/2016 REUTERS/Sergei Karpukhin

(reuters_tickers)

MOSCOU (Reuters) - As novas sanções aprovadas pelos Estados Unidos contra a Rússia são um ato extremamente hostil e uma notícia triste para as relações entre Moscou e Washington e o desenvolvimento futuro dos laços, afirmou o Kremlin nesta quarta-feira.

A Câmara de Deputados dos Estados Unidos aprovou na terça-feira novas sanções contra a Rússia, além de um projeto para forçar o presidente norte-americano, Donald Trump, a obter a permissão dos parlamentares antes de amenizar qualquer sanção contra Moscou.

"A atitude frente a essa (lei) será formada com base em uma análise meticulosa, e a decisão (de como responder) certamente será tomada pelo chefe de Estado, o presidente Putin", disse Dmitry Peskov, porta-voz do Kremlin, a repórteres.

"Agora, nós podemos dizer que essas são notícias bem tristes do ponto de vista dos laços Rússia-EUA e de seu desenvolvimento futuro. Isso não é menos decepcionante do ponto de vista da lei internacional e das relações internacionais de comércio."

"Mas, vamos esperar até que se torne uma lei".

(Reportagem de Dmitry Solovyov)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










Reuters