Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, durante coletiva de imprensa em Sochi, na Rússia. 19/05/2016 REUTERS/Sergei Karpukhin

(reuters_tickers)

MOSCOU (Reuters) - Os avisos da Casa Branca para que o presidente sírio, Bashar al-Assad, e seu Exército não conduzam um ataque com armas químicas são inaceitáveis, disse o Kremlin nesta terça-feira.

"Eu não estou ciente de nenhuma informação sobre uma ameaça de que armas químicas podem ser usadas", disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, durante uma coletiva de imprensa.

A Casa Branca advertiu o presidente da Síria na segunda-feira que ele e seu Exército "pagarão um preço alto" se conduzirem um ataque com armas químicas, e disse que os Estados Unidos têm motivos para acreditar que tais preparações estão em andamento.

"Certamente, nós consideramos tais ameaças para a liderança legítima da República Árabe da Síria inaceitáveis", disse Peskov.

(Reportagem de Dmitry Solovyov)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










Reuters