Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, durante coletiva de imprensa em Sochi, na Rússia. 19/05/2016 REUTERS/Sergei Karpukhin

(reuters_tickers)

MOSCOU (Reuters) - Os avisos da Casa Branca para que o presidente sírio, Bashar al-Assad, e seu Exército não conduzam um ataque com armas químicas são inaceitáveis, disse o Kremlin nesta terça-feira.

"Eu não estou ciente de nenhuma informação sobre uma ameaça de que armas químicas podem ser usadas", disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, durante uma coletiva de imprensa.

A Casa Branca advertiu o presidente da Síria na segunda-feira que ele e seu Exército "pagarão um preço alto" se conduzirem um ataque com armas químicas, e disse que os Estados Unidos têm motivos para acreditar que tais preparações estão em andamento.

"Certamente, nós consideramos tais ameaças para a liderança legítima da República Árabe da Síria inaceitáveis", disse Peskov.

(Reportagem de Dmitry Solovyov)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters