Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Presidente da Catalunha, Carles Puigdemont, durante discurso no Parlamento regional em Barcelona REUTERS/Albert Gea

(reuters_tickers)

Por Julien Toyer e Sam Edwards

MADRI (Reuters) - O líder da Catalunha, Carles Puigdemont, não esclareceu nesta segunda-feira se declarou a independência da região do restante da Espanha na semana passada, abrindo caminho para que o governo central de Madri assuma o controle da Catalunha e a governe diretamente.

O primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, havia dado a Puigdemont até as 10h (5h no horário de Brasília) desta segunda-feira para esclarecer seu posicionamento --e até quinta-feira para mudar de opinião se insistir em uma separação--, e disse que Madri suspenderia a autonomia da Catalunha se Puigdemont escolhesse a independência.

Em sua carta a Rajoy, divulgada pela mídia local da Catalunha, Puigdemont não responde diretamente à pergunta e diz, em vez disso, que os dois devem se encontrar o mais rápido possível para iniciar diálogo ao longo dos próximos dois meses.

"Nossa oferta de diálogo é sincera apesar de tudo que aconteceu", disse Puigdemont na carta.

(Reportagem Julien Toyer)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.









swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters