Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Candidata presidencial francesa, Marine Le Pen, discursa em evento em Paris 04/01/2017 REUTERS/Charles Platiau

(reuters_tickers)

NOVA YORK (Reuters) - A candidata presidencial francesa da extrema-direita, Marine Le Pen, foi vista nesta quinta-feira na Trump Tower, mas se negou a dizer se iria se encontrar com o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, de acordo com uma testemunha da Reuters e relatos da mídia.

    Representantes do presidente eleito não responderam imediatamente a um pedido de comentários sobre a presença de Le Pen no local, mas o porta-voz de Trump Sean Spice retuitou uma reportagem de que ela não estaria na torre para encontro com Trump ou sua equipe de transição.

    Le Pen, líder da Frente Nacional, foi vista entrando em um elevador no prédio, de acordo com uma testemunha da Reuters. Ela também foi vista conversando anteriormente no prédio com três homens não identificados e se negou a dizer se havia razões pessoais ou profissionais, segundo a mídia.

    A Reuters identificou um dos homens com Len Pen como Louis Aliot, parceiro de Le Pen e vice-presidente da Frente Nacional.

    A campanha de Le Pen confirmou a visita a Nova York em entrevista em rádio transmitida em Paris anteriormente nesta quinta-feira, mas caracterizou como uma viagem particular.

    O grupo Human Rights Watch mencionou Trump e Le Pen em um relatório alertando que o crescimento de líderes populistas ameaça os direitos humanos globais. [nL1N1F2186]

    (Reportagem de Laila Kearney e Emily Stephenson)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters