Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

DUBAI (Reuters) - O líder do Estado Islâmico do Iraque e do Levante (EIIL), Abu Bakr al-Baghdadi, jurou vingança contra o que qualificou como erros cometidos contra os muçulmanos e pediu aos combatentes islâmicos que os vinguem.

Baghdadi falou pela primeira vez desde que seu grupo mudou de nome --passando a denominar-se Estado Islâmico-- e o alçou ao posto de califa do mundo muçulmano.

Ele também fez um chamado aos muçulmanos para que emigrem para o "Estado islâmico", dizendo que isso é uma obrigação.

(Por Yara Bayoumy)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters