Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Líder destituído da Catalunha, Carles Puigdemont, durante coletiva de imprensa em Bruxelas, na Bélgica 31/10/2017 REUTERS/Yves Herman

(reuters_tickers)

BRUXELAS (Reuters) - O líder destituído da Catalunha, Carles Puigdemont, disse nesta terça-feira que aceita as eleições antecipadas convocadas pelo governo central da Espanha para a região, acrescentando que não está buscando asilo na Bélgica.

Puigdemont afirmou, durante coletiva de imprensa em Bruxelas, que não está tentando escapar da Justiça, depois que o procurador-geral espanhol recomendou que acusações de rebelião e insubordinação fossem apresentadas contra ele.

O líder destituído não esclareceu por quanto tempo permanecerá na Bélgica, mas acrescentou que retornará à Catalunha quando "garantias" forem oferecidas pelo governo espanhol.

(Reportagem de Alastair Macdonald e Robert-Jan Bartunek)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters