Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Imagem retirada de vídeo mostra homem que acredita-se ser o líder máximo do Estado Islâmico, Abu Bakr al-Baghdadi, em mesquita em Mosul 05/07/2014 REUTERS/Site de mídia social via Reuters TV

(reuters_tickers)

BEIRUTE (Reuters) - Um veículo de comunicação gerido pelo grupo libanês Hezbollah disse, nesta sexta-feira, que o líder máximo do Estado Islâmico, Abu Bakr al-Baghdadi, estava presente na cidade síria de Albu Kamal durante a operação do Exército sírio e de seus aliados para retomar a área.

A informação, divulgada por um serviço de notícias militar administrado pelo Hezbollah, não disse se Baghdadi estava cercado na cidade, que o Exército sírio e seus aliados disseram ter retomado nesta semana.

O Exército sírio declarou vitória sobre o Estado Islâmico na quinta-feira, dizendo que a captura do último reduto jihadista no país marcou a queda do domínio radical de três anos do grupo sobre a região.

A retomada de Albu Kamal, uma cidade que faz fronteira com o Iraque e último reduto do Estado Islâmico na Síria, marcou "a queda do projeto da organização terrorista Daesh na região", afirmou um comunicado militar na quinta-feira, usando o termo em árabe para o Estado Islâmico.

(Reportagem de Sarah Dadouch)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters