Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Kim Jong Un com estudantes 3/3/2017 KCNA/via REUTERS

(reuters_tickers)

SEUL (Reuters) - O líder norte-coreano, Kim Jong Un, supervisionou o lançamento de quatro mísseis por uma unidade do Exército encarregada de atacar bases militares norte-americanas no Japão, informou a agência de notícias oficial do país na terça-feira (horário local), intensificando ameaças contra Washington após tropas dos EUA realizarem exercícios militares conjuntos com a Coreia do Sul.

A Coreia do Norte disparou quatro mísseis balísticos no mar na direção do noroeste do Japão na segunda-feira, irritando a Coreia do Sul e o Japão, dias depois de ter prometido retaliação aos exercícios militares que considera preparação para guerra.

"Foram envolvidos no teste unidades de artilharia Hwasong da Força Estratégica KPA, encarregada de atacar as bases das forças agressoras imperialistas dos EUA no Japão em contingência", disse a agência de notícias oficial da Coreia do Norte KCNA.

"Ele (Kim) ordenou que a Força Estratégica do KPA se mantivesse altamente alerta, conforme exigido pela situação sombria em que uma guerra real pode explodir a qualquer momento e ficar pronta para mover-se prontamente, tomar posições, para que possa abrir fogo para aniquilar os inimigos."

As Forças Armadas da Coreia do Sul disseram que os mísseis provavelmente não eram mísseis balísticos intercontinentais (ICBM), que podem atingir os Estados Unidos. Os mísseis voaram em média 1.000 quilômetros e atingiram uma altura de 260 quilômetros.

Alguns mísseis caíram na água a apenas 300 quilômetros da costa noroeste do Japão, disse o ministro da Defesa japonês, Tomomi Inada, em Tóquio.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters